Utopia Online

Portinari transporta a expressividade humana para telas

Posted by jornalutopia em outubro 15, 2008

Quem nunca se deparou a analisar uma das mais conhecidas obras de Cândido Portinari, Os retirantes? A obra revela em seus traços uma realidade vivenciada por muitos nordestinos, ainda hoje.  Através de pinceladas fortes e cores suaves, a obra expõe a imagem de pessoas em total miséria que abandonam seus locais de origem para fugir da pobreza extrema que vivem.

Portinari foi um importante artista plástico, pois retratou em muitas de suas telas um país dos excluídos, não se preocupando em retratar somente paisagens ou a nobreza. Outras obra de uma relação estreita com a realidade, são as telas Criança Morta, Morro e Café. As obras de Portinari somam um total de quase cinco mil obras, que vão desde pequenos desenhos a murais imensos. Um fator relevante é que grande parte da obra do pintor, 95%, está em coleções particulares, longe da fonte que inspirou suas telas. O pintor nascido no início do século 20 é considerado um dos maiores nomes das artes plásticas no mundo. Com um acervo de aproximadamente 5 mil obras, Portinari retratou uma síntese de aspectos da sociedade brasileira, além é claro de se preocupar com questões mundias, como os dois grandes painéis que estão na sede das Organizações das Nações Unidas, em Nova Iorque, intitulados Guerra e Paz.

+Conheça mais sobre ‘Portinari’

Anúncios

Uma resposta to “Portinari transporta a expressividade humana para telas”

  1. […] Comentários (RSS) « Portinari transporta a expressividade humana para telas […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: