Utopia Online

A crise americana e seu impacto mundo afora

Posted by jornalutopia em outubro 24, 2008

Guilherme Moraes

 

Em 2008 o mundo passa por uma turbulenta crise econômica que ameaça todos os mercados. A crise começou nos Estados Unidos e se expandiu para os mercados europeu e asiático. O Brasil e a China com economias estáveis aparentam passar por ela sem grandes assaltos. O grande receio é de economia americana -a maior do mundo – entrar em recessão acentuada. As bolsas de todo o planeta sofrem grandes baixas.

 

O colapso começou nos Estados Unidos quando em um período de baixas taxas de juros e valorização dos imóveis. Com os juros em baixa, os consumidores se sentiram estimulados a comprar. Os americanos se afundaram em dividas com hipotecas imobiliárias. Em 2003 a taxa de juros no país chegou a 1% ao ano, a menor taxa desde os anos 1950. Em 2005 em pleno “boom” do mercado imobiliário, comprar uma casa era um excelente negócio tanto para quem queria um lar, investir ou ainda quem renegociou a dívida antiga.

 

 Neste último cenário, os bancos além de financiar a dívida davam mais dinheiro para o consumidor gastar. Essa prática é comum no Brasil para quem compra carros a prazo e recebe metade do valor do financiamento em dinheiro. Foi neste ano também que os bancos americanos resolveram arriscar em apostar em clientes chamados “subprime”, um nicho em sua maioria com histórico de inadimplência, dificuldade de comprovar renda e baixos salários.

 

Essa parcela de consumidores representa um grande risco, mas por ser mais arriscado o retorno também seria maior. Os hipotecários empolgados com as vendas emitiram títulos lastreados que foram vendidos a bancos que emitira mais títulos, espalhando-os pelo mercado financeiro global.

 

O quadro mudou quando em 2008 o FED (Federal Reserve – O banco central americano), aumentou a taxa de juros visando controlar a inflação interna. Como resultado a inadimplência aumentou. Com isso o preço dos imóveis despencou afetando o mercado de crédito que havia investido um grande capital nos títulos.

Instalou-se assim uma crise de confiança. Os bancos que estavam perdendo com a inadimplência dos consumidores, passaram a perder também com os títulos comprados. Sendo assim, as instituições financeiras passaram a não mais emprestar dinheiro, desacelerado a economia americana. 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: